A comunidade científica tem dedicado largas horas de trabalho à investigação e criação de ingredientes de vanguarda e tecnologias avançadas que protegem e reparam a pele de uma forma nunca antes vista. Nos inúmeros laboratórios espalhados pelo mundo têm sido desenvolvidos novos princípios ativos e texturas que fizeram do fim de de 2014 e das primeiras semanas de 2015 um período de grandes inovações que conduziram a cosmética a um novo patamar de eficácia. Compreender os mecanismos que se escondem por trás da renovação celular e a forma como a pele reage aos componentes dos cuidados cutâneos é essencial.

No centro dos estudos está o eterno combate à poluição e aos radicais livres (fatores externos) e a processos inflamatórios ou falhas de comunicação entre as células (fatores intrínsecos), todos eles importantes para a compreensão e resolução de quebra-cabeças que podem garantir uma cútis uniforme, luminosa, elástica e preparada para enfrentar o dia a dia em pleno século XXI. Confesse, quantas vezes comprou um creme movida pelo aspeto faustoso da embalagem ou pelas promessas que leu em letras garrafais na campanha publicitária? Não se acanhe. Não é a única a fazê-lo. Nós, tal como mais uns bons milhares de mulheres, também temos culpas no cartório.

Alguns cosméticos são mesmo irresistíveis e não há nada que impeça a sua compra compulsiva e irrefletida. A boa notícia é que por trás de um frasco deslumbrante estão, normalmente, fórmulas e texturas igualmente luxuosas.  E é exatamente este aspeto que distingue os cuidados de que lhe falamos em seguida de outros potencialmente menos eficazes. As grandes marcas de beleza sabem que atualmente um frasco bonito não é o suficiente para convencer a consumidora informada e exigente. E, por isso, nas últimas décadas, tem-se assistido ao envolvimento de especialistas de várias áreas na criação de fórmulas e texturas assentes em factos científicos.

Assim, começamos a assistir ao nascimento de cosméticos munidos de uma espécie de sistema de GPS que direciona os princípios ativos para os locais onde são necessários (a célula que precisa de ser tratada ou estimulada é encontrada, sem que existam distrações pelo caminho) e de texturas inovadoras que penetram rápida e confortavelmente na pele. Para lhe pouparmos trabalho de investigação reunimos seis novidades com aval científico e cujos segredos lhe revelamos de seguida. Estas são algumas das grandes descobertas que prometem tornar as mulheres portuguesas (ainda) mais bonitas:

1. O sérum que faz uma análise à pele

Clinique Smart Custom-Repair Serum é uma das novidades no mercado. A Clinique dedicou duas décadas ao desenvolvimento de uma tecnologia que resultou, até ao momento, em 37 patentes internacionais e 12 estudos publicados. Esta tecnologia permite-lhe ouvir os sinais de danos emitidos pela pele e ativar as moléculas reparadoras necessárias à resolução desses danos apenas. Este smart serum faz uma análise à pele e ativa apenas os ingredientes necessários à reparação dos danos que a pele efetivamente tem.

2. O creme que estimula a síntese de ácido hialurónico

Visionnaire Correcteur Fondamental de Lancôme é outra das novidades no mercado. Desde 2011 que a molécula LR 2412, com 20 patentes, já recebeu cerca de cem prémios. A fórmula de Visionnaire foi melhorada e à famosa molécula juntou-se um segundo jasmonato que favorece a comunicação entre queratinócitos e fibroblastos, estimulando a síntese de ácido hialurónico. Usado a solo ou como sérum, tem um efeito blur que garante resultados visíveis imediatamente, que se prolongam ao longo do tempo.

3. A fórmula que energiza a pele a partir do interior

One Essential Sérum Détoxifi ant Régénérateur Cellulaire Intense de Dior é o corolário de duas décadas de estudo. Vinte anos de investigação sobre a desintoxicação celular foram a desculpa ideal para que a Dior Science enriquecesse a fórmula de One Essential com essência de hibisco vermelho. Este princípio ativo liberta a pele da totalidade de toxinas identificadas no coração das células, energizando-a desde o interior. Com uma textura ligeiramente rosada, deixa a tez resplandecente e luminosa.

Veja na página seguinte: O sérum que teve 143 versões

4. Extrato de trufa-diamante-negro para um efeito lifting

Re-nutriv Ultimate Diamond Sculptin/Refinishing Dual infusion de Estée Lauder, à venda por 355 € (50ml). O extrato de trufa-diamante-negro é o ingrediente estrela da fórmula do novo sérum da gama Re-Nutriv. Raro, precioso e muito eficaz, tem a capacidade de infundir a pele com energia e vitalidade. No frasco dourado, encontra-se o extrato puro de trufa diamante negro e uma tecnologia de efeito lifting que preserva a juventude. No frasco prateado, uma combinação de ingredientes que potenciam a luminosidade.

5. Células de Langerhans para uma pele mais lisa

Ultimune Power Infusing Concentrate de Shiseido é outra das novidades no mercado. Após 20 anos de investigação sobre a imunidade da pele, a Shiseido e os investigadores do CRBC descobriram as interações entre as células de Langerhans e as fibras nervosas e provaram que os problemas cutâneos podem ser causados ou agravados por stresse emocional. Ultimune veio criar uma nova abordagem nos cuidados preventivos de rosto, com foco nestas células, e a sua tecnologia protege, fortalece e mantém o aspeto saudável da pele.

6. O sérum que teve 143 versões

Hydra Beauty Micro Sérum, resultante de uma parceria entre a Chanel e uma startup biotecnológica de Marselha, levou cinco anos a ser desenvolvido. Para além da fase oleosa, a textura tem microbolhas infundidas com princípios ativos que garantem o conforto, hidratação e luminosidade da pele. 143 versões foram criadas até se chegar à fórmula final que aumenta em 95% a hidratação da pele, passadas duas horas da aplicação.

Glossário:

- Ácido hialurónico
Presente naturalmente no organismo humano, é usado muitas vezes em cosméticos para restabelecer a hidratação e elasticidade da pele.

- Células de Langerhans
Originárias da medula óssea, abundam na epiderme e têm como função a imunovigilância cutânea.

- Fibroblastos
São as células da derme responsáveis pela secreção das fibras de elastina e de colagénio.

- Jasmonato
Hormona produzida pelas plantas que as protege de ameaças externas. Funciona como uma espécie de inibidor da germinação de sementes.

- Queratinócitos
São as células que existem em maior número na epiderme ou nos folículos pilosos e têm como função sintetizar queratina.

Texto: Madalena Alçada Baptista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.