Um terço dos jovens europeus consome drogas de forma abusiva com o intuito de melhorar o desempenho sexual.

A cocaína, a heroína, o ecstasy e cannabis sãoas substâncias mais utilizadas para atingir esse objetivo.

A conclusão é de um novo estudo publicado pelo BioMed Central. Esta investigação envolveu 1300 jovens entre os 16 e os 35 anos, de vários países europeus, incluindo Portugal, ativos na vida noturna. Segundo o presidente da Associação para um Portugal Livre de Drogas (APLD), Manuel Pinto Coelho, o que leva cada vez mais jovens a este comportamento é, para além da melhoria da experiência sexual, a busca por uma maior desinibição.

«Estas práticas, obviamente, têm associados riscos, entre os quais uma maior propensão para contrair doenças sexualmente transmissíveis», alerta. Para o presidente da APLD é necessário que os jovens tenham modelos «que os ajudem a encontrar uma via positiva, sem drogas», sublinhando a importância de reforçar a ideia de que tomar drogas «não é natural nem inevitável e que elas não deverão nunca fazer parte da nossa cultura».

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.