O ano de 2020 tem sido até agora repleto de desafios: após um período de confinamento social implementado como medida de contenção do contágio da Covid-19, vivemos agora numa fase em que as famílias portuguesas tentam, a pouco e pouco, adaptar-se a novas rotinas, quer em casa, no trabalho ou até mesmo ao ar livre.

Mas há coisas que não mudam, tais como os cuidados que devemos ter com as nossas crianças. Com o fim da telescola e a entrada no período de férias de verão, os mais novos passam a estar mais disponíveis para as suas atividades de lazer e, igualmente, mais expostos aos riscos.

Para evitar qualquer tipo de acidente e garantir que os seus filhos se possam divertir com total conforto e segurança, comece por explicar-lhes quais os cuidados a ter dentro e fora de casa.

Mais do que transmitir estes ensinamentos, importa mostrar-lhes como se faz, pois esta é a forma mais eficaz das crianças interiorizarem as recomendações. Importa também contextualizá-las de que passamos por um momento diferente daquele que vivíamos há alguns meses e, por isso, os nossos cuidados de proteção e higienização devem ser redobrados.

Para o ajudar nesta tarefa, a Zurich Portugal preparou um conjunto de 10 recomendações que pode seguir e até mesmo sugerir aos seus familiares e amigos que também tenham crianças em casa.

Dicas para uma maior proteção das crianças em tempo de férias

1. Assegure-se que a criança está sempre vigiada, sobretudo se a criança ainda não tem idade escolar. Caso tenha de se ausentar, certifique-se que outro adulto está atento à criança;

2. Consoante o local onde a criança brinca ou faz outras atividades, mantenha sempre o espaço bem iluminado para que a criança possa ver com total clareza tudo o que a rodeia e, assim, prevenir quedas ou outros acidentes, sobretudo se tem escadas ou declives em casa;

3. Coloque objetos como facas, garfos, fósforos, isqueiros, medicamentos, produtos químicos, entre outros, fora do alcance da criança, de preferência em armários altos ou trancados. Da mesma forma, evite ter os fios dos eletrodomésticos à vista ou em locais de passagem, e garanta que todas as tomadas têm um protetor instalado;

4. Para diminuir o risco de queda, opte por tapetes antiderrapantes nas diversas divisões da casa e, simultaneamente, evite que o chão da casa de banho e da cozinha esteja molhado. Mantenha as janelas fora do alcance das crianças, deixando-as fechadas e trancadas e evite colocar sofás e cadeiras perto destas;

5. Tenha sempre em casa um kit de primeiros socorros, que deverá incluir pensos rápidos, ligaduras elásticas, soro fisiológico, pomada cicatrizante, água oxigenada, betadine, entre outros. Para além disso, anote a morada e os contactos dos hospitais, centros de saúde e postos de atendimento médico próximos do seu local de residência, para a eventualidade de ocorrer uma emergência;

primeiros socorros
créditos: Pixabay

6. Caso saia à rua com a sua família para dar um passeio, aproveite o momento para ensinar à criança quais as principais regras rodoviárias a seguir enquanto peão, nomeadamente respeitar a sinalização (semáforos e sinais verticais), utilizar sempre os caminhos pedonais, prestar atenção à estrada antes de atravessar a passadeira, entre muitas outras;

7. Se o passeio implicar a utilização de bicicletas, trotinetes, patins ou skates, importa que a criança esteja sempre protegida com um capacete e até mesmo com umas joalheiras e cotoveleiras, para que o risco de traumatismo seja menor no caso da criança cair.

Se optar por ir à praia ou à piscina, providencie uma boia e/ou umas braçadeiras à criança, para evitar o risco de afogamento. De qualquer forma, ambos os cenários não dispensam uma atenta vigilância da criança;

8. Se o passeio for de automóvel, certifique-se que a criança viaja com o cinto de segurança corretamente colocado ou que utiliza uma cadeira auto homologada, no caso de ter menos de 12 anos de idade ou uma altura inferior a 1,35 metros. A criança apenas pode viajar no banco da frente com mais de 12 anos ou com a altura mencionada;

9. Perante o contexto atual, aproveite para explicar à criança quais os cuidados a ter para prevenir o contágio do Covid-19, nomeadamente lavar as mãos com frequência, utilizar o cotovelo para tossir, não tocar na cara e manter uma distância de segurança entre as pessoas, sobretudo com quem não viva na mesma casa.

Pode ainda sensibilizar a criança para usar a máscara respiratória em locais com maior afluência de pessoas. Aos poucos, a criança vai interiorizando estes hábitos;

10. E se ainda não tem um, por que não fazer um seguro para toda a família lá de casa?

criança bicicleta
créditos: Pixabay

Tomadas todas estas medidas, não se esqueça de reservar tempo para brincar com os seus filhos, participar nas suas atividades e estimular a sua inteligência emocional.

Aproveite para assistirem a uma sessão de cinema em família, cozinharem em conjunto ou fazerem um piquenique no jardim. O mais importante é divertirem-se protegidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.