O projeto ‘Volunteerbook’, uma aplicação para potenciar a Bolsa de Voluntariado nas redes sociais, conseguiu num ano angariar 8.400 utilizadores e cerca de 9 mil amigos, além de 679 “casamentos” entre voluntários e quem deles precisa. O projeto foi apresentado há um ano pela presidente da Federação Portuguesa de Bancos Alimentares (FPBA), que explicou agora à Lusa que se tratou do “projeto bandeira de Portugal, aprovado pela Comissão Europeia para o Ano Europeu do Voluntariado”. A autoria da iniciativa é da ENTRAJUDA, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que convidou várias entidades parceiras para a sua concretização, nomeadamente a FPBA, o Instituto Português da Juventude e a Federação Nacional de Associações Juvenis. Tal como Isabel Jonet explicou à Lusa, o ‘Volunteerbook’ é uma aplicação nas redes sociais para potenciar a Bolsa de Voluntariado, atualmente “o maior site português de voluntariado e que pretende promover o encontro entre o trabalho voluntário de quem se quer oferecer e as necessidades das instituições e organizações que precisam de ajuda”. “O ‘Volunteerbook’ é a mostra da bolsa de voluntariado nas redes sociais e o que se passa é, numa lógica de facebook, uma aplicação onde as pessoas trocam informação de uma maneira muito imediata, mas dando visibilidade a muitas ações que não teriam visibilidade se não fosse através desta página das redes sociais”, adiantou a responsável. De acordo com a presidente da FPBA, nos doze meses de 2011, o ‘Volunteerbook’ conseguiu angariar 8.400 utilizadores e conta já com cerca de 9 mil amigos, havendo também “679 ‘casamentos’ na Bolsa do Voluntariado que entraram através do ‘Volunteerbook’”, ou seja, a união entre quem quer ser voluntário e as instituições ou organizações que deles precisam. Na opinião de Isabel Jonet, o sucesso do ‘Volunteerbook’ “avalia-se pelo número de visitas à página”. “Há um potencial de disseminação de informação que nós não nos damos conta porque funciona por contágio, é uma coisa quase viral”, sublinhou. Tal como na rede social facebook, o ‘Volunteerbook’ “permite envolver e convidar amigos para projetos de voluntariado nas mais diversas áreas”, bem como “gerir o voluntariado das empresas para aquelas que querem gerir internamente os seus projetos de voluntariado corporativo e que querem envolver os seus colaboradores”. “O grande mérito do ‘Volunteerbook’ é a visibilidade que permite dar a muitos projetos de voluntariado por todo o país e até fora que muitas vezes passariam completamente despercebidos”, apontou. Já em relação à Bolsa de Voluntariado, Isabel Jonet adiantou que durante 2011 houve 75 mil pessoas que visitaram a página, duas mil com origem no Brasil, e que esta teve mais de um quase um milhão e cem mil visualizações.
13 de fevereiro de 2012

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.