Em Portugal, 75 por cento dos acidentes com crianças e jovens podiam ser evitados, disse ontem a presidente da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI).
Em declarações à agência Lusa, Sandra Nascimento afirmou que, apesar de ter havido um decréscimo nos acidentes com crianças e jovens e de a mortalidade infantil ter diminuído para 1/3 entre 1998 e 2006, «Portugal é dos piores países da Europa em termos de mortalidade de crianças e jovens devido a acidentes».
De acordo com a presidente, «os acidentes rodoviários estão no topo como os primeiros responsáveis» pela mortalidade infantil e juvenil, seguindo-se afogamentos, quedas de edifícios, queimaduras, intoxicações, estrangulamentos e asfixia.
Entre 2004 a 2006, em média, 16 crianças até aos 17 anos foram vítimas de acidentes rodoviários, num total de 5.900 feridos e 54 mortes por ano, segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária citados por Sandra Nascimento.
Relativamente aos acidentes domésticos e de lazer, dados de 2005 do Observatório Nacional de Saúde, também referidos pela presidente da APSI, mostram que 680 crianças até aos 14 anos sofreram acidentes domésticos e de lazer, ou seja, 250 mil por ano.
«Estes números são assustadores quando se sabe que 75 por cento dos acidentes poderiam ser evitados. Este ano, segundo a comunicação social, já houve 12 afogamentos [não são necessariamente mortes] e seis quedas de edifícios, mas pensamos que existam mais», referiu à Lusa .
A responsável considerou «vergonhoso» haver tantas crianças a caírem de edifícios e defendeu que a responsabilidade é dos pais, mas principalmente de quem «projecta, constrói e fiscaliza os edifícios».
«Quem vai habitar as casas não sabe avaliar certos tipos de riscos e, por isso, têm que ser os técnicos a assegurarem que os ambientes e os produtos são seguros», sublinhou.
Sandra Nascimento alertou ainda para a falta de uma «liderança forte e definida para a resolução do problema e de uma estratégia nacional para a prevenção destes acidentes».
11 de Dezembro de 2008
(Lusa)
Veja ainda: ASAE fiscaliza parques infantis
CE lança novo programa de protecção das crianças na Internet
Crianças na Net
Primeiros socorros
Brincadeiras perigosas

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.