Aos 5 anos, Gustavo descobriu os Beatles e foi aprendendo o repertório da banda inglesa com uma grande velocidade, numa lista de habilidades da criança que continuou a crescer ao longo dos anos. Atualmente, é capaz de tocar guitarra, baixo, violão, ukulele, bateria, teclado e outros instrumentos.

Além da paixão por música, Gustavo envolveu-se com a tecnologia e, apesar da pouca idade, já consegue instalar sistemas operacionais, transformar Apple em Windows e utilizar o complexo sistema dos músicos profissionais Logic Pro.

Desde o seu nascimento, Gustavo Saldanha sempre foi diferente das outras crianças. “Ele não se distraía facilmente, não tinha os mesmos interesses dos outros bebés”, lembra Luciane Saldanha, mãe de Gustavo e doutora em Ciências da Saúde. Assim que aprendeu a falar, o pequeno começou a demonstrar grande paixão pelo mundo da música.

Algumas fotografias de Gustavo Saldanha

Com um QI de 140, o jovem prodígio é atualmente o membro luso-brasileiro mais novo da Mensa, a associação internacional de pessoas de alto QI.

Gustavo conta com o apoio da consultoria do neurocientista Fabiano de Abreu, também membro da Mensa, que considera que este caso comprova a sua tese sobre a importância da plasticidade cerebral: “A inteligência tem precursor genético e o fenótipo resulta num desenvolvimento que sugere pistas que podem ser passadas para a próxima geração", explica.

"Por isso, há uma grande importância do nível educacional, da leitura, da aprendizagem para desenvolver uma população. Os seus pais foram e são grandes estudiosos”, detalha.

O neurocientista prevê grandes feitos para o futuro do menino prodígio e já está a trabalhar para que as suas habilidades sejam reconhecidas em diversos lugares.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.