Nasceu na Bélgica, tem oito anos, acaba de terminar o Ensino Secundário e vai concorrer ao Ensino Superior. Não faltam universidades que o queiram.

Laurent Simons, filho de pai belga e mãe holandesa, tem um QI de 145 pontos. A criança surpreendeu a família e os professores ao conseguir obter o diploma de conclusão do Ensino Secundário.

10 características que fazem de nós pessoas mais inteligentes (ou não)
10 características que fazem de nós pessoas mais inteligentes (ou não)
Ver artigo

Na Bélgica, segundo a imprensa local, 2,5% da população é considerada como tendo "alto potencial", com um QI igual ou superior a 130 pontos.

Abordado por várias universidades

Numa entrevista à radiotelevisão pública belga "RTBF", o menino admitiu que a sua disciplina favorita é a matemática. "É muito vasta. Aprendemos estatística, geometria e álgebra", justificou.

Depois de dois meses de férias de verão, o menino prodígio deverá ingressar no Ensino Superior em setembro.

O rapaz já foi abordado por várias universidades, de acordo com o pai. "Recebemos muitas ofertas, inclusivamente do estrangeiro", disse.

O progenitor revelou que o filho sentiu, desde sempre, grandes dificuldades em brincar com outras crianças e nunca desenvolveu especial interesse por brinquedos.

Laurent quer estudar informática, mas também já pretendeu ser astronauta e até médico-cirurgião. "Se amanhã decidir ser carpinteiro, não haverá qualquer problema. Só queremos que esteja feliz", referiu o pai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.