Se, de repente, começar a ver por aí homens com uma unha pintada, saiba que não se trata de uma moda. O gesto faz parte do movimento Polished Man, que encoraja indivíduos do sexo masculino a andar com uma das unhas pintadas durante uma semana. E porquê apenas uma das cinco? Para representar um quinto das crianças que são ou serão vítimas de abusos e de violência sexual ao longo da sua vida.

Tudo começou quando Elliot Costello da YGAP, uma associação de australianos apaixonados por viagens que aproveita para empreender ações de voluntariado em países distantes, foi até ao Camboja no âmbito de um projeto desenvolvido em parceria com a organização Hagar International. Lá, conheceu Thea, uma rapariga que tinha sido vítima de abusos. Emocionado e revoltado com a história da criança, fez-lhe um desafio insólito.

Elliot Costello e Thea pintaram as unhas e ele prometeu-lhe que teria sempre uma das unhas pintadas para se lembrar dela. Quando regressou à Austrália e lhe perguntaram a razão do gesto, alguns colegas optaram por fazer o mesmo, transformando a ação num movimento que rapidamemte chegou às redes sociais com o hasgtag #PolishedMan. Segundo o site do ativista, «ser um Polished Man significa desafiar o comportamento e a linguagem violenta».

Nas últimas semanas, para felicidade de Elliot Costello, que gostaria de ver o movimento que inconscientemente espoletou a ter consequências «locais e globais», as redes sociais inundaram-se de homens com uma unha pintada, incluindo algumas celebridades, como o ator Hugh Jackman e o empresário Richard Branson. Estudos e dados internacionais afirmam que 96% da violência sexual contra crianças é perpetrada por homens.

Texto: Luis Batista Gonçalves

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.