O suspeito, empregado fabril, foi detido na quarta-feira e ouvido no dia seguinte no Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra, que lhe impôs a medida de coação de prisão preventiva, disse uma fonte da PJ à agência Lusa.

"Poderão existir mais vítimas do mesmo tipo de crimes agravados, também familiares do arguido", adiantou.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ afirma que o presumível agressor "aproveitou-se da relação de proximidade familiar com a vítima para cometer os abusos.

O detido terá cometido "vários crimes de abuso sexual de crianças agravados", bem como um crime de violação agravado de que foi vítima aquela sobrinha, quando tinha 11 anos.

O homem, residente na zona da Figueira da Foz, é casado e "não tem antecedentes criminais", segundo a mesma fonte da Polícia Judiciária.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.