A polícia encontrou o corpo do bebé de dois anos que foi atacado por um jacaré no Grand Floridian Resort & Spa da Disney World, na Flórida, na noite de terça-feira, quando a família passeava junto a um lago artificial.

O cadáver do menino foi recuperado por mergulhadores e entregue ao gabinete de Medicina Legal para realização de autópsia. Em conferência de imprensa, as autoridades disseram que o corpo estava praticamente intacto. Durante as buscas foram capturados e mortos cinco jacarés.

O animal em causa terá entre 1,2 e dois metros de comprimento e já foi classificado pela comissão de preservação da vida selvagem da região como "incómodo", ou seja, perdeu o medo de humanos e, por isso, deve ser eliminado.

Cerca de 60 operacionais estiveram envolvidos nas buscas, com auxílio a tecnologia sonar, helicópteros e mergulhadores.

Segundo testemunhas, ninguém estava na água no momento do ataque, mas a criança brincava bastante perto, na areia. É proibido nadar na zona, havendo sinais que alertam os visitantes.

"O pai foi para dentro de água para resgatar o seu filho do jacaré, mas não conseguiu", disse o porta-voz da polícia de Orange County, Jerry Demings. A mãe também tentou procurar o filho, entrando na água.

A Disney, que opera naquele local há 45 anos, disse nunca ter tido um incidente do género. A vice-presidente do Walt Disney Resort, Jacquee Wahler, declarou que "todos" na empresa "estão devastados com este acidente trágico", cita a CNN.

Este resort da Walt Disney World é o mais visitado dos parques temáticos a nível mundial, com 21 milhões de visitantes em 2015.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.