Édgar Iván N. e Norma N., de 23 e 21 anos, foram detidos depois de a avó materna ter denunciado a filha e o genro a agentes da autoridade do México pela venda do quarto filho de ambos, um recém-nascido com oito dias de vida.

A mãe da progenitora deu todas as indicações à Secretaria de Segurança Pública do México, explicando que o bebé tinha sido vendido a uma conhecida a troco de 6500 pesos, pouco mais do que 306 euros.

Segundo a imprensa local, quando o casal regressou a casa disse à avó que o neto tinha ficado no hospital, porque tinha nascido com problemas de saúde.

Uma semana mais tarde, quando a mulher tentou visitar o neto em casa da filha, o genro admitiu que ambos tinham vendido o recém-nascido para pagar a conta do hospital.

O casal, que já tinha três filhos de um, dois e três anos, foi detido.

Veja ainda: As imagens de um casal que teve o primeiro filho aos 70 anos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.