O Heróis de Toda a Espécie, lançado no ano passado, resultado de uma parceria da REN - Rede Energéticas Nacionais com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), Direção Geral da Educação e Quercus, tem como ponto de partida um conjunto de conteúdos disponíveis ‘on-line’ para todas as escolas.

Agora inicia-se uma nova fase, com a ativação dos conteúdos diretamente nas escolas, através de visitas de técnicos que vão falar sobre estes animais e plantas, alguns com problemas de conservação.

Para sensibilizar as crianças vão ser feitas várias ações, através do recurso ao teatro, a jogos e à plantação de árvores.

Os primeiros 250 alunos a receber o programa Heróis de Toda a Espécie são 250 crianças de escolas do norte do país, dos concelhos de Ponte de Lima, Vila Verde e Amares, mas no primeiro semestre poderão ser visitados 10 a 15 centros escolares em todo o país, como disse hoje à Lusa a diretora de Comunicação da REN, Margarida Ferreirinha.

Depois de os professores terem estudado com os seus alunos a informação disponível, que está alinhada com a matéria da disciplina de Estudo do Meio, "vamos fazer uma ronda por algumas escolas, em parceria com a Quercus que nos apoiou tecnicamente neste processo", referiu.

A abordagem, explicou, é realizada "de uma forma lúdica", com um Jogo da Glória e um jogo de cartas e, "de uma forma prática fazendo com que as crianças brinquem um bocadinho”, treinando assim as mensagens importantes quanto às seis espécies escolhidas pelo programa.

"Elegemos como os primeiros heróis desta história três espécies animais e três vegetais", algumas ameaçadas ou em vias de extinção, outras que "são tão importantes nos contextos em que se inserem, como o sobreiro, que são também, heróis para as comunidades locais", realçou a responsável da REN.

Nos vegetais foram escolhidos o sobreiro, o azevinho e o medronheiro e entre os animais estão no projeto o lobo ibérico, a cegonha preta e águia de Bonelli.

Com a continuação do programa, os promotores pretendem ir lançando novas espécies animais e vegetais cujos conteúdos vão sendo adicionados às atividades, com mais cartas e mais perguntas para o Jogo da Glória.

"Não há um número fechado de escolas a abranger, o objetivo é chegar ao maior número possível e no primeiro semestre devem ser visitadas 10 a 15 escolas", avançou, acrescentando que está prevista a realização de um concurso e a interação das escolas com as comunidades.

"O principal objetivo é sensibilizar as crianças para a proteção do ambiente e para a proteção da biodiversidade e através delas sensibilizar também as comunidades, os pais, os professores", segundo Margarida Ferreirinha.

No ‘site’ criado para o programa, além de materiais didáticos para utilização em sala de aula, estão disponíveis jogos educativos, curiosidades e notícias.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.