P1. É normal ter muita vontade de fazer sexo no segundo trimestre?

Algumas grávidas sentem que o seu desejo sexual atinge agora o seu máximo, graças ao maior afluxo sanguíneo para a zona pélvica e à consequente maior sensibilidade à estimulação. Além disso, as hormonas da gravidez podem contribuir para uma maior lubrificação vaginal, tornando mais atractiva a relação sexual. Mas também é completamente normal não ter desejo sexual nesta altura. Se se sente muito incomodada e com dores ou se não se sente atraente ou está simplesmente cansada, a sua libido pode estar muito em baixo. "Estou grávida de 25 semanas e não tenho vontade nenhuma de fazer amor com o meu marido. É só que estou tão cansada o tempo todo e tão desconfortável em praticamente qualquer posição, e assim já não tenho um orgasmo há imenso tempo", conta outra mãe grávida. Mesmo que não tenha neste momento grande vontade de ter relações sexuais, é importante manter a intimidade com o seu companheiro. Não deixe de beijar, seja criativa a dar e receber prazer (tente uma massagem no corpo todo, por exemplo), ou então sexo oral. Se nada funcionar, não deixe de conversar com o seu companheiro sobre isso. Assegure-se que ele compreende que não está a rejeitá-lo e que, muito provavelmente, o seu desejo sexual acabará por regressar.

P2. Quais são agora as posições mais confortáveis?

Segundo um inquérito realizado nos EUA com 20.000 homens e mulheres, mais de 75% dos casais experimentaram diferentes posições de fazer amor durante a gravidez. Fazer amor lado a lado foi a favorita de muitos deles. Outras posições que pode tentar:

• Inclinada de lado. Deitar-se parcialmente de lado, com as costas viradas para baixo (com uma almofada por baixo de uma anca para não encostar completamente as costas) permite que o seu companheiro não apoie a maioria do seu peso sobre a barriga, sem esforçar demasiado os músculos.

• Superficial. Os impactos profundos podem tornar-se incómodos à medida que os meses passam. Se se deitarem lado a lado, a penetração é apenas superficial.

P3. Há alguma situação em que não se recomende o sexo na gravidez?

É raro, mas sim, pode ser necessário prescindir do sexo em caso de gravidez de alto risco. Será esse o caso se tiver:

• placenta prévia ou se a placenta estiver muito baixa

• antecedentes de parto prematuro

• parto prematuro antes das 36 semanas

• hemorragias inexplicáveis ou descarga vaginal

• dores abdominais

• colo incompetente

• dilatação do colo do útero

• lesão não cicatrizada causada por herpes genital ou outra infecção sexualmente transmissível não tratada.

Deve igualmente prescindir do sexo em caso de ruptura da bolsa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.