O que torna este curso inédito em Portugal?

Antonella Vignati: O facto de ser um curso de educação à saúde orientado à fertilidade, abrangendo diversas áreas e óticas sobre este assunto. Apesar de ser Naturopata, tenho formação de Educadora Perinatal e tento sempre focar o ponto de encontro entre a Medicina convencional e as outras abordagens complementares ou alternativas. É um exercício que pratico diariamente em casa, dado que o meu marido é médico. Em prática, o curso fornece uma síntese das abordagens não-convencionais na área da fertilidade, mas sempre dentro daquilo que está plenamente validado pelo paradigma científico.

Este é um curso só para casais com dificuldade em engravidar ou para todos os que planeiam um bebé

Antonella Vignati: O curso destina-se a todos os casais que querem atingir o melhor estado de saúde e bem-estar possível antes de conceber, bem como aos casais já com alguma dificuldade nesta área, inclusivamente os que já estão a ser seguidos do ponto de vista médico. É também um curso para todas as pessoas que querem melhorar a sua saúde e estão dispostas e abertas a fazer mudanças.

O que seria importante sabermos ainda antes de engravidar?

Antonella Vignati: Seria importante sabermos até que ponto mudar a alimentação, reduzir ao mínimo a carga tóxica, praticar exercício moderado, gerir o stress e conhecer o padrão menstrual individual, nos podem ajudar a conceber e trazer ao mundo um novo ser.

Quando não são encontradas razões médicas para não engravidar, a que as mulheres deveriam estar atentas?

Antonella Vignati: Ao seu corpo como um todo, e aos seus ciclos. A crescente medicalização de todos os aspetos da vida sexual feminina, tem algumas consequências subtis frequentemente desprezadas: a supressão dos aspetos considerados “obsoletos” da fisiologia feminina.

O ciclo menstrual é frequentemente anulado, durante anos, pelo uso generalizado dos contracetivos orais. Muitas vezes, uma mulher adulta pode ter tido muito poucos períodos menstruais até o momento de tentar engravidar. Segundo o paradigma convencional na sua vertente mais radicalmente mecanicista, este quadro não tem algum tipo de consequência negativa sobre a fertilidade.

No entanto, é válido perguntarmo-nos como se pode ignorar o peso da profunda desconexão com este aspeto tão fundamental e básico da sexualidade que é o normal funcionamento do corpo feminino.

Quais os piores hábitos quotidianos que podem prejudicar a fertilidade do homem e da mulher?

Antonella Vignati: Os fatores comuns para ambos os sexos são a dieta, o estilo de vida, o stress. As pessoas acham sempre que têm uma alimentação razoável ou até muito boa, mas quando descrevem o que comem num dia típico, emerge o que na realidade é um desastre! Os pontos fracos são quase sempre os mesmos, ou seja o abuso de produtos animais e de açúcar e a falta de frescura e variedade. O mesmo acontece com outros hábitos: outro grande erro típico é a incapacidade de se desconectar dos multimédia, ecrãs vários por todo o lado, dormir com telemóvel ou TV ligados. Podia aqui estar a falar horas, mas tudo nasce da mesma origem: a desconexão consigo próprios e com o próprio corpo.

Este curso é apenas para aqueles que querem conceber naturalmente ou pode dar uma ajuda também a quem está a fazer tratamentos médicos na área da fertilidade?

Antonella Vignati: Pelas razões que expliquei antes, o curso não é uma alternativa radical aos tratamentos convencionais, podendo perfeitamente ser complementar a estes.

Qual o feedback dos casais nas edições anteriores?

Antonella Vignati: Pelos feedbacks muito positivos que recebemos, e pelo facto que alguns casais já passaram para a turma de preparação para o parto, parece-me que correu tudo bastante bem.

As mudanças que propõe são muito difíceis de implementar ou estão ao alcance de todos?

Antonella Vignati: Absolutamente ao alcance de todos! E ainda fazem poupar imenso dinheiro. A única dificuldade reside na ideia de mudança em si, porque os hábitos de vida estão veiculados por dinâmicas de inércia muito enraizadas que é preciso vencer.

Um conselho para quem planeia engravidar.

Antonella Vignati: Pensar que a saúde dos nossos filhos se constrói a partir da nossa e isto começa ainda antes de conceber.

O Programa Natural de Apoio à Fertilidade é um programa pioneiro e exclusivo do Centro do Bebé e uma viagem profunda, de encontro ao equilíbrio e descoberta dos recursos para atingir o potencial máximo do seu organismo para engravidar.

Próxima edição inicia a 12 de maio de 2015.
Informações: info@centrodobebe.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.