Os cursos de preparação para o nascimento têm início a partir das 24-28 semanas. São dirigidos aos casais que desejam um acompanhamento mais especializado durante a gestação e o pós-parto. Pode encontrar a oferta de cursos de preparação para o parto no Serviço Nacional de Saúde (SNS), em Hospitais e de Centros de saúde, ou em centros privados com técnicos certificados.

Conheça as mais-valias para realizar o curso de preparação para o parto com técnicos especializados, com base nos conselhos de Isabel Ramos de Almeida:

Aumentar a tranquilidade e autoconfiança
São ensinadas dicas para gerar bem-estar durante a gestação. Por exemplo, a mãe recebe informação prática e útil para responder aos desconfortos da gravidez e o pai passa a saber como ajudar a mãe a ultrapassá-los.

Reconhecer sinais de alerta
Os pais aprendem a reconhecer quais os sinais ou sintomas que devem ser comunicados à equipa de saúde, com a finalidade de evitar mal-estar ou complicações.

Compreender o trabalho de parto
Os pais aprendem o funcionamento básico da fisiologia do parto, o que contribui para aumentar a sua autoconfiança e saber quando devem dirigir-se ao médico.

Aprender estratégias para facilitar o nascimento
Os profissionais ensinam estratégias para que a mãe possa saber atuar durante o trabalho de parto e o pai (ou outro acompanhante) possa ajudá-la neste processo.

A mãe recebe orientação de técnicos de exercício físico
Em alguns centros de preparação para o nascimento, técnicos especializados em treino pré e pós parto prescrevem exercícios para a mãe antes e depois do nascimento.

Dicas para os primeiros dias com o bebé
São ensinadas dicas que permitem aos pais uma gestão mais tranquila, eficaz e organizada dos primeiros dias no hospital e em casa.

Informação sobre como cuidar do bebé
Os pais recebem informação e esclarecem dúvidas sobre os cuidados nos primeiros tempos de vida (por exemplo: banho do recém-nascido, muda da fralda, cuidados ao coto umbilical). Alguns centros oferecem também cursos de massagem para o bebé instruídos por profissionais certificados.

Apoio domiciliário após o parto
No regresso a casa, muitos casais sentem-se sozinhos sem o apoio técnico, sendo importante haver uma rede de suporte a seguir ao nascimento para esclarecimento de dúvidas, por exemplo, relacionadas com a saúde da mãe, do bebé e a amamentação.

Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre gravidez no Facebook A Nossa Gravidez.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.