Quem nunca imaginou que a vida escolar seria bem mais fácil se existisse uma receita mila­grosa para aprender todas as matérias que levante o braço.

Teste de História amanhã? Não há pro­blema. Com este comprimidinho fico a saber tudo num instante...

Ou então, teste de Mate­mática? Carrego neste botão no braço e a matéria fica dominada! Era bom...

A verdade é que estudar dá trabalho, conso­me tempo e nem sempre conduz aos desejados bons resultados. Não há nada mais desmotivan­te para quem passou horas à frente dos livros do que receber uma nota negativa. Tanto tempo a estudar, para isto! O que isto significa é que há qualquer coisa que tem de mudar na estratégia de estudo. Antes de mais nada, é preciso aprender a estudar.

Acompanhe-nos pois numa viagem ao livro «SOS Tenho de Passar de Ano» (A Esfera dos Livros) e descubra algumas das estra­tégias reveladas nesta obra, assinada por Rena­to Paiva, que permitem otimizar o estudo para obter melhores resultados na escola.

A importância da motivação

O primeiro passo para o sucesso é encarar a vida escolar como uma profissão. E, como em qual­quer emprego, é preciso desempenhar as tarefas da melhor forma possível.

A diferença da profissão de estudante em relação às outras é que o ordenado só se recebe mais tarde... muito mais tarde! Notas, por enquanto, só as que os professores dão. A motivação tem mesmo de vir de dentro.

Otimizar o estudo

Se o seu filho é desorganizado, ensine-o a organi­zar-se. Com disciplina e rigor obterá bons resulta­dos. Parece-lhe que ele tem dificuldade em gerir o tempo? Então, ajude-o a criar uma rotina de tra­balho, pois só assim o estudo será realmente efi­ciente. E se o tempo aplicado a estudar for de qua­lidade, ambos ficarão contentes por perceber que lhes sobra mais tempo para outras atividades.

A rentabilização do tempo dedicada à aprendi­zagem depende das estratégias aplicadas no estudo das diferentes disciplinas, da atenção prestada nas aulas, da forma como se fazem apontamentos, do ambiente de estudo e até dos colegas que fazem parte do grupo de trabalho.

Por isso, não perca a oportunidade de analisar e modificar, se for caso disso, as condições em que o seu filho trabalha.

Ambiente favorável

A capacidade de retenção de informação pode ser prejudicada pelo ambiente de estudo.

Um lugar calmo, bem iluminado, arejado e aco­lhedor poderá ajudar o seu filho a estar mais concentrado. Ouvir música enquanto estuda nem sempre é uma boa opção. Se não gostar de uma canção, irá mudar de faixa ou de estação. Se gostar, poderá ter tendência para cantarolar, lembrar-se de situações que associa àquela música e... já não está concentrado! A televisão, mesmo com o som des­ligado, é uma tentação ainda pior. Retomar o estu­do depois destas pausas custa muito mais. Por isso, a solução é fácil. Seja rígido e desligue o botão.

Planifique o estudo

Uma boa estratégia para arrumar as ideias é ela­borar um horário semanal em que se incluam tan­to as horas que o seu filho passa nas aulas como o tempo que dedica a atividades desportivas ou outras que efetue regularmente. Das horas que sobram, deve selecionar aquelas que irá dedicar ao estudo e a momentos de descanso e lazer. Des­ta forma, em cada semana, fica antecipadamente reservado tempo para estudar ou realizar trabalhos de casa.

Claro que, se conseguir fazer com que o seu filho cumpra este horário à risca, será uma heroína. Nem sempre é fácil. Por outro lado, ele deve ter um horário mensal em que possa registar as datas de testes ou de entrega de trabalhos, para que nada seja esquecido.

Ensine o seu filho a tratar a informação

Embora não seja suficiente, estar com atenção nas aulas facilita o sucesso. Mas nem todos os alunos sabem tirar o máximo partido dessas horas preciosas. Confir­me se o seu filho sabe fazer apon­tamentos, esquemas e resumos das matérias. Em «SOS Tenho de Passar de Ano», Renato Paiva explica-lhe o que se deve fazer.

Por exemplo, para tirar aponta­mentos, o autor aconselha o uso de um sistema de abreviaturas, em vez do estudante perder tem­po e concentração a tentar escrever tudo o que o professor diz.

Além disso, ensina truques para resumir textos, tais como usar diferentes esti­los de sublinhados para destacar as ideias prin­cipais ou utilizar esquemas para uma melhor visualização dos assuntos.

Como preparar testes ou exames escolares

A preparação para os testes e exames não se faz na véspera.

No dia anterior, o melhor a fazer é descansar e dar uma vista de olhos rápida ao que já deve ter sido bem estudado ao longo de vários dias ou semanas. Aconselhe o seu filho a ir fazen­do gradual e diariamente a revisão das matérias dadas nas aulas. A memória agradece. Além dis­so, estudar antecipadamente faz com que haja tempo para esclarecer com o professor qualquer dúvida que surja.

Incentive-o a ler muito e bem

A fluência de leitura é determinante. Se o seu filho lê de uma forma pouco fluente, irá perder mais tempo a descodificar a mensagem do que a inte­riorizar os conteúdos. Para melhorar a velocidade de leitura, incentive-o a ler em voz alta e vá ava­liando os progressos. Renato Paiva refere que «a prática da leitura rápida aumenta a intensidade da compreensão».

Como usar a Internet

É uma ótima ferramenta de tra­balho, mas, como nos diz o autor do livro «SOS Tenho de Passar de Ano», pode «tornar-se aliada do fracasso». Pesquisar é bom. Cor­tar e colar, sem ter o trabalho de selecionar e tratar a informação, é muito mau. Assegure-se de que o seu filho consulta sites seguros, nos quais poderá recolher infor­mação fidedigna. Discretamen­te, vá controlando a utilização que é feita da net e alerte o seu filho para os perigos de transmitir dados pessoais a estranhos.

Sabia que...
Segundo Renato Paiva, «um exame deve ser preparado com cinco ou seis semanas de antecedência», dedicando-se mais tempo aos conteúdos de maior dificuldade­.

Mensagens úteis para motivar o seu filho

De acordo com Renato Paiva, estas são algumas das frases que pode (e deve) usar para motivar o seu filho:

- «Não estudes apenas aquilo que gostas. Dedica-te às matérias que aches mais difíceis»

- «Valoriza os teus sucessos»

- «Aprende com os erros»

- «Descansa bastante e procura relaxar»

- «Não te esqueças de fazer os trabalhos de casa»

- «Treina a apresentação dos trabalhos. Pede a um amigo ou aos pais para serem o teu público»

Texto: Paula Alberty

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.