Nos últimos tempos, Sinead O’Connor tem vindo a dar que falar na imprensa internacional na sequência dos graves problemas psicológicos que tem vindo a revelar.

Foi precisamente sobre eles que a intérprete de ‘Nothing Compares 2 U’ falou numa entrevista única com Dr. Phil. “Estou farta de ser definida como uma pessoa louca, a sobrevivente de abusos infantis”, relata.

Os abusos vinham da parte da mãe logo desde a infância. “O que eu mais amo na minha mãe é que ela está morta”, afirma a artista, claramente magoada com as profundas marcas que a progenitora lhe deixou. “Ela tinha uma câmara de tortura. Era uma pessoa que sentia prazer em te ferir”, confessou.

Na mesma conversa, Sinead confirmou que tentou o suicídio oito vezes no mesmo ano.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.