Simone de Oliveira foi convidada de Fátima Lopes este sábado, no programa 'Conta-me Como És', da TVI. A conversa intimista teve como ponto de partida um período conturbado na vida da atriz: O primeiro casamento.

Aos 19 anos, Simone subiu ao altar para dar o nó com o homem que se veio a tornar no seu maior inimigo. Vítima de maus tratos, a artista falou abertamente sobre a decisão de sair de casa.

"Passei por isso [violência doméstica] e fugi. Não estava preparada para casar aos 19 anos, foi um disparate", começou por dizer.

"Pensei: 'Não sou capaz de viver com isto'. E isto era baterem-me, dizerem-me que era maluca, que não servia para nada nem para mulher da má vida. Disse-lhe: ‘Ou abres a porta para eu sair ou salto pela varanda’. E saltava", relatou.

Quando decidiu sair de casa, Simone encontrou refúgio na casa dos pais. Ao dar conta do fim do casamento à mãe, Simone diz que a progenitora ficou drasticamente abalada com a notícia. "Ele [o marido] ligou-me três dias depois a perguntar-me se eu queria ir ao cinema e eu disse-lhe: ‘Se a minha mãe morre agora por causa disto eu mato-te’. E ele percebeu que eu estava a falar a sério", contou.

Por fim, a atriz acabou por fazer uma revelação: "Acho que nunca disse isto, mas pensei que chegava aquela igreja e dizia que não. Nunca pus o nome dele".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.