Ryan Giggs negou ter agredido a ex-namorada, Kate Greville, e a irmã da mesma, Emma Greville.

Esta sexta-feira, um juiz no tribunal de Manchester ouviu o antigo jogador do Manchester United e este declarou-se inocente das acusações de violência doméstica.

De acordo o a BBC, o ex-futebolista diz que não usou um comportamento controlador contra Kate entre agosto de 2017 e novembro de 2020.

Entre as acusações, incluía alegações de ter dado um pontapé nas costas da 'ex' e a ter obrigado a sair nua de um quarto de hotel em Londres, quando Kate o acusou de manter relações com outras mulheres.

O julgamento de Ryan Giggs irá acontecer no dia 24 de janeiro do próximo ano.

Leia Também: Ryan Giggs com julgamento marcado para janeiro de 2022

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.