De acordo com Dazed Digital, está a ser organizado um protesto anti-Beyoncé, em Nova Iorque.

Segundo a mesma fonte, aparentemente os manifestantes estão “chateados” com o desempenho da cantora no Super Bowl.

Uma atuação vista como uma homenagem às panteras negras que acabou com a cantora a ser acusada de ‘atacar’ os policias, por causa das fardas usadas pela artista e as dançarinas.

O “Partido dos Panteras Negras” foi criado nos Estados Unidos para responder as racismo norte-americano. Sendo a finalidade original patrulhar guetos negro para proteger os cidadãos da violência da policia.

Na atuação do Super Bowl, Beyoncé vestiu as suas dançarinas como o grupo se vestia, e trouxe à tona o assunto tabu do movimento.

Milhões de pessoas assistiram ao concerto e as opiniões foram diversas. O político americano, Rudolph Giuliani (Rudy), considerou esta atitude da artista 'revoltante' e disse que "o que se devia fazer pela comunidade de afro-americanos, e todas as comunidades, era respeitar os policias". "A maioria dos policias arriscam a vida para nós estarmos em segurança", acrescentou.

Um político canadiano também disse que com o apoio aos Panteras Negras, Beyoncé "não pode ser bem-vinda no país" e que a atuação no dia 25 de maio devia ser cancelada.

Contudo, está marcado um protesto contra a cantora, e os manifestantes querem bloquear o prédio da NFL para demostrarem a sua ofensa perante o sucedido.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.