A onda de denúncias relativas a situações de assédio e abuso sexual na indústria do entretenimento e da moda continuam. Desta vez, um dos nomes envolvidos foi o de Mohamed Hadid, pai das famosas irmãs e modelos, Bella e Gigi Hadid.

Uma manequim de nome Miranda Vee usou as suas páginas nas redes sociais para abordar a situação, agradecendo numa primeira instância a Kate Upton, por também ela denunciar uma situação relativa ao fundador da Guess, Paul Marciano.

"Obrigada, @kateupton! Chegou a hora de pessoas como o @paulmarciano & @mohamedhadid serem expostas por quem realmente são! Eu conheci o Paul na sede da Guess, que na verdade era um apartamento, onde ele me assediou sexualmente e, depois disso, passou-me para o amigo Mohammed [Hadid] com quem me ia encontrar para um 'café'. Pensei que era uma reunião profissional, mas era só eu, ele e o champanhe onde ele me violou num apartamento. Tudo para entrar num casting da Guess", começa por descrever.

"NO ANO PASSADO, quando tentei falar sobre isso, eles descobriram e fizeram-me assinar um acordo de confidencialidade – e eu só concordei em assinar porque o Paul me ameaçou, dizendo que me iria fazer desaparecer se eu dissesse alguma coisa [para a imprensa]. #TIMESUP Por que devemos ficar quietas porque eles têm o poder? #METOO", escreveu na sua página de Instagram.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.