Gary Oldman venceu o Óscar de Melhor Ator, pela sua interpretação em 'The Darkest Hour' ('A Hora Mais Negra'), mas ao que parece nem todos ficaram satisfeitos com esta premiação.

As palavras de maior revolta surgem de alguém que já foi muito próximo ao ator. Donya Fiorentino, a sua ex-mulher, criticou o prémio atribuído a Gary e a Kobe Bryant – vencedor da Melhor Curta de Animação.

Em declarações ao TMZ, Donya lembrou os abusos físicos e psicológicos que diz ter sofrido nas mãos do ator em 2001.

“Parabéns, Gary e parabéns para a Academia por premiar não só um como dois abusadores. Achei que tínhamos evoluído. O que aconteceu com o movimento #MeToo?”, afirmou a ‘ex’ de Gary, referindo-se a Kobe Bryant como o segundo “abusador”.

Recorde-e que o antigo jogador da NBA foi acusado em 2003 de violar uma mulher.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.