Dona Fernanda, uma das concorrentes que abrilhantou a primeira edição do programa 'Amigos Improváveis', da SIC, esteve esta terça-feira à conversa com Júlia Pinheiro para pela primeira vez contar ao mundo o passado dramático que marcou a história da sua vida.

Fernanda apaixonou-se ainda muito nova e aos 13 anos começou a namorar o homem que há muito idealizava. O namoro seguia firme quando a guerra no Ultramar os veio separar.

O regresso chegou finalmente e com ele o desejado casamento. O casal tinha casa alugada e mobilada e tudo preparado para a cerimónia na igreja quando um percalço veio trazer um mau presságio.

O vestido de noiva de Fernanda queimou-se num pequeno incêndio em casa. Mas o pior estava mesmo para vir.

Precisamente um mês antes de subir ao altar para se casar pela igreja com o homem da sua vida, a concorrente do programa da SIC acabou por ficar viúva. O homem com quem já tinha casado pelo registo, um mês antes, morreu atropelado por um comboio numa passagem de nível sem guarda.

"Nunca vou recuperar, isto é uma coisa que nunca se recupera. Se alguém me ajudou a recuperar de tudo isto, foi o maravilhoso homem que eu arranjei", destaca, lembrando o homem que meses depois da perda conquistou o seu coração. Fernanda, que durante muito tempo pensou em suicidar-se e que ainda hoje precisa de ajuda psicológica para viver com a perda, voltou a casar-se e teve duas filhas.

A vida de Fernanda seguiu, mas este grande amor continua a ter morada no seu coração. "Ele está muitas vezes ao pé de mim... eu sinto o cheiro", garante.

Leia Também: Conheça os famosos que vão entrar na nova edição de 'Amigos Improváveis'

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.