Paris Hilton voltou a falar sobre os abusos que, alegadamente, sofreu numa escola em Utah. A socialite de 39 anos foi a tribunal esta segunda-feira, dia 9, para testemunhar contra a Provo Canyon School - na qual terá passado por abusos emocionais, físicos e psicológicos na adolescência.

"O meu nome é Paris Hilton, sou uma sobrevivente de abusos numa instituição e falo hoje por centenas de crianças", afirmou.

"Nos últimos 20 anos tive este pesadelo recorrente onde sou raptada a meio da noite por dois estranhos, revistada e trancada. Quem me dera vos poder dizer que isto foi apenas um sonho, mas não foi", continuou.

"Fui abusada verbalmente, mentalmente e psicologicamente todos os dias. Fui isolada do mundo exterior e dos meus direitos humanos. Sem prescrição médica fui obrigada a tomar medicação que me deixava tonta e exausta. Não respirei ar puro ou vi a luz do sol durante 11 meses. Não havia privacidade - cada vez que queria ir à casa de banho ou tomar banho - era controlado", alegou.

"Aos 16 anos - como criança - senti os olhos deles a ver o meu corpo. Era apenas uma miúda e senti-me violada todos os dias", notou.

Apesar de ainda se confessar bastante assustada com a situação, Paris disse que decidiu tornar pública a sua situação de forma a impedir que a mesma se repita com outras crianças.

Leia Também: Paris Hilton mostra fotos após sofrer abusos: "Posso ver a dor no olhar"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.