Dália Madruga, o marido, Marcos Tenório Bastinhas, e os filhos de ambos, Clara, Alice e João, este último resultado de uma relação anterior da apresentadora, estão de férias no Algarve. Destino escolhido com agrado por toda a família, mas que parece não estar a corresponder positivamente a todas as expetativas.

Esta quarta-feira a família decidiu fazer uma visita ao parque temático Zoomarine, local onde Dália e os filhos se depararam com uma situação desagradável.

Incomodada com o ocorrido, a antiga apresentadora de televisão decidiu partilhar o seu desagrado publicamente.

"Continua a mesma coisa, o Algarve ainda não está preparado para os portugueses. É pena, porque num ano tão difícil como este, se calhar, era bom que olhassem para os portugueses de forma diferente", começa por lamentar Dália, passando a explicar que na origem do seu desagrado está o facto de a sua filha mais nova, Alice, ter sido impedida de andar numa determinada diversão do parque por ter apenas 99 centímetros. Até aqui nada há a estranhar, não fosse o facto de o mesmo não ter acontecido a uma criança estrangeira.

"A Alice, pelos vistos, como só tem 99 centímetros, não pode andar, porque era a partir de um metro... e porque somos portugueses, porque logo a seguir veio um menino muito mais pequenino do que ela e conseguiu passar... porque os pais eram estrangeiros e porque, se calhar, a senhora que estava na diversão não sabia falar. É triste", lamentou, por fim.

Leia Também: Núria e Dália Madruga assinalam aniversário do pai

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.