Nuno Graciano está a ser duramente criticado nas redes sociais depois de ter reprovado, em direto, no canal CMTV, a atuação dos bombeiros no combate ao incêndio que ocorreu na passada terça-feira em Cascais.

Na sua intervenção televisiva, o apresentador, que estava no local, disse que os bombeiros “demoraram muito tempo a chegar” e que, já no teatro de operações, se movimentaram com “lentidão aflitiva”.

“A GNR e nós a correr, a tirar as pessoas das casas, e os bombeiros andavam por ali…”, declarou Graciano.

A contestação a tais palavras surgiu de imediato nas redes sociais, com muitos comentadores a desafiarem o apresentador a largar as câmaras de filmar e a ir para o terreno combater incêndios, “para ver o que sofrem os bombeiros na defesa de vidas e bens alheios”.

Conhecido pela sua frontalidade, Nuno Graciano não se ficou e recorreu ao Facebook para sublinhar que não criticou os bombeiros no seu conjunto, mas apenas alguns (“poucos”) e, sobretudo, “os chefes que diziam estar tudo controlado”, quando “não estava”.

Reafirmou o essencial da sua posição (“No local onde eu me encontrava, os bombeiros falharam”) e aproveitou para referir que tem “muito orgulho em 95 por cento” dos nossos “soldados da paz”.

Lembrou, a propósito, que ainda no ano passado perdeu a final da Liga dos Campeões de Futebol, jogada no Estádio da Luz, em Lisboa, para ir apresentar, de borla, uma gala anual dos Bombeiros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.