Já foram muitos os nomes referidos que se juntaram às manifestações, nos Estado Unidos, contra a desigualdade racial. Agora falamos de Miley Cyrus, que não ficou indiferente ao movimento que ganhou mais força depois da morte do afro-americano George Floyd.

Nas redes sociais, a cantora, de 27 anos, fez questão de se manifestar publicamente, afirmando que "há muito trabalho a ser feito para acabar com o racismo estrutural e a supremacia branca" nos EUA.

"E eu, pessoalmente, ainda tenho muito o que aprender e apoiar”, acrescentou de seguida, nas stories da sua página de Instagram, esta quarta-feira, 3 de junho, onde mostrou ainda uma fotografia sua tirada durante o protesto.

"[...] Não podemos parar de lutar pela justiça - justiça por George Floyd, por Breonna Taylor, por Tony McDade, por Ahmaud Arbrey, e por tantos nomes que ainda não conhecemos", destacou.

Leia Também: Jaime King revela que foi presa durante prostesto. "Escrevo algemada"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.