Autor de um dos grandes sucessos de 2018, 'O Sol', Vitor Kley esteve recentemente em Portugal pela primeira vez e prepara-se para regressar em grande. No verão, pisará o palco principal do festival MEO Sudoeste.

O sucesso em flecha não estava nos planos, mas o brasileiro afirma que mantém os pés no chão enquanto vive este "sonho".

Em conversa com o Fama Ao Minuto, contou-nos os segredos da música que o levou 'além Brasil' e de como encara o futuro depois do estrondoso êxito.

Esteve recentemente, e pela primeira vez, em Portugal. Sentiu afinidade com o nosso país?

Maior prazer estar falando com vocês! Sim, amei Portugal! Confesso que me deu vontade de passar mais tempo aí, levar minha família para conhecer e curtir mais um pouco! Todos me trataram muito bem e fiquei encantado com tudo! Fiquei muito feliz de saber que todos gostam muito da minha arte por aí. E ah, amei a comida também!

Esperava que o tema ‘O Sol’ se tornasse num sucesso internacional?

Na verdade não... sempre acreditei na música, mas não imaginava que ia tão longe. Quando escrevi ‘O Sol’, em 2016, senti que era diferente, mas me surpreendeu e com toda a certeza mudou a minha vida. Poder viajar o mundo divulgando meu som, minha mensagem, minha arte é um sonho! E isso se deve muito a ‘O Sol’.

Num ano, a música atingiu 150 milhões de visualizações. Como foi vivendo este êxito?

É um sonho, sabe? Como falei, foi a música que mudou a minha vida, a vida de toda a equipa, família Vitor Kley. Fez com que eu viajasse o Brasil inteiro e agora posso dizer que ela está me levando a conhecer o mundo. Isso é incrível! Meu avô uma vez me disse que a fé e a música movem montanhas, e hoje eu acredito nisso!

Que história conta a canção? Qual foi a sua inspiração?

Era 2016, eu estava em Balneário Camboriú, Santa Catarina, Brasil. Minha família mora lá e a gente vivia na praia, surfava, aproveitava o sol, a areia. Num belo dia eu estava voltando de uma manhã de surf e o dia estava meio nublado. Logo que eu cheguei em casa comecei a escrever uma carta para o sol, conversando com ele: “O Sol, vê se não esquece e me ilumina, preciso de você aqui...”.

Eu queria mesmo que ele estivesse presente naquele dia, naquela manhã de surf. Escrevi um trecho da carta e logo peguei o violão... então me veio aquele riff principal, o do início da música. Comecei a cantar em cima do groove um trecho da carta que tinha escrito para o sol, e assim a música surgiu. Gravei ela numa aplicação que tenho no telemóvel, Garage Band é o nome, e para todos os que eu mostrava a música a reação era a mesma, eles enlouqueciam! Assim foram os primeiros passos de ‘O Sol’.

Sou muito grato por todo o carinho dos portugueses! Não vejo a hora de estar me apresentando aí!

Em Portugal ,a música esteve nos tops das rádios durante largas semanas. Como é a sensação de ver um povo que não é o seu trautear uma letra escrita por si?

Achei incrível quando estive aí. Não imaginava que ia ser essa receção, sabe? Fui totalmente surpreendido! Achei demais, todo mundo falava: Cara, essa música não para de tocar! Está em tudo! Muito fixe! Sou muito grato por todo o carinho dos portugueses! Não vejo a hora de estar me apresentando aí!

Acompanha o trabalho dos nossos artistas? De quais?

Sou muito fã de uma banda chamada Expensive Soul que é daí de Portugal. Escuto o som deles há bastante tempo e tenho inúmeras músicas deles no meu telemóvel.

Gostaria de fazer um dueto com algum cantor português?

Então, quero aprender e conhecer mais sobre a cultura musical portuguesa. Seria demais gravar com alguém daí! Ia ficar bastante feliz! Expensive Soul é uma das bandas que mais curti daí! Seria incrível fazer um som com eles!

No verão irá atuar no palco principal de um dos maiores festivais de Portugal, o MEO Sudoeste. Como encara esse desafio?

Demais! Estou imensamente feliz e já andei pesquisando sobre o festival.

Vi alguns vídeos e fiquei encantado! Acredito que a vibe, a energia do MEO Sudoeste tem tudo a ver com meu som! Vamos com tudo! Espero toda a galera lá para a gente fazer uma festa linda!

Nota diferenças entre o público português e o brasileiro?

Ainda é muito recente a minha ida a Portugal. Estou à espera do primeiro show por aí para sentir mais de perto a energia do público português. Tenho a certeza de que vai ser incrível!

Sempre levei a vida na boa. Escrevo sobre o que gosto, falo e canto a minha verdade. Deixo as coisas fluírem

Após um sucesso estrondoso como ‘O Sol’, que ferramentas necessita um artista para se reinventar para o próximo projeto?

Sempre levei a vida na boa. Escrevo sobre o que gosto, falo e canto a minha verdade. Deixo as coisas fluírem, sabe? Não fico me pressionando para escrever um sucesso. Acho que a principal ferramenta é falar a verdade. Falar, escrever a verdade é o que faz a conexão entre o artista e o público. Quando me sento para escrever algo, a primeira coisa que penso é: tem de ser de verdade. Com alma e coração. ‘Morena’ é uma música que vem dando muito certo no Brasil, acredito que ela vem cumprindo muito bem esse papel de “música pós ‘O Sol’. Estou bastante feliz com o caminhar da minha carreira.

As expectativas do público estão altas. Considera que vai ser fácil continuar a surpreender?

Fácil eu não sei, mas vai ser divertido. O grande lance é curtir a caminhada. Todo dia escrevo, componho, crio... Com certeza o público terá mais músicas, isso eu garanto.

O universo é cheio de inspiração. Na minha cabeça um copo d’água pode virar música. Acredito que tudo que meus olhos veem e meu coração sente, pode virar música

Onde procura inspiração para os próximos trabalhos?

O universo é cheio de inspiração. Na minha cabeça um copo de água pode virar música. Acredito que tudo que meus olhos vêem e meu coração sente, pode virar música. A arte, a poesia, o som tá por todo o canto. Para mim tudo é música... eu acordo música e durmo música.

O público português pode aguardar novidades?

Com certeza! ‘O Sol’ tá brilhando muito por aí, graças a Deus! Mas com toda a certeza vou aparecer com mais músicas novas, mais shows por aí! Eu amei Portugal e quero muito poder cada vez mais estar perto do público português. Como falei antes, me receberam muito bem, com muito carinho e quero recompensar isso tudo com música e amor!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.