Maluma está no centro de uma enorme polémica. Desde que o cantor publicou na sua página de Instagram uma imagem na qual aparece rodeado de sete mulheres magras, de longas pernas e pele morena, apenas de lingerie, não têm parado de chover críticas.

A imagem faz parte da gravação do videoclipe do seu último single ‘Mala Mía’ e por causa do mesmo a artista de 24 anos foi acusado de machismo. Foram várias as mulheres que se mostraram indignadas, na medida em que se veem estereotipadas como objetos para satisfazer os homens.

Aliás, a indignação levou à criação de uma campanha intitulada #MejorSolaQueConMaluma ('melhor sozinha do que com Maluma'), que se mostra contra a “imagem que o cantor de Mala Mía projeta”, segundo um comunicado difundido por Calcete Brutes, uma utilizadora do Twitter e criadora da campanha.

“Basta com a objetificação dos nossos corpos. Oxalá que as pessoas se deem conta do quão machistas são as tuas letras, que te deixem de ouvir e assim deixes de lucrar com o machismo”, sublinhou.

À campanha também se juntou a atriz e jornalista Tereza Lozano do duo de feministas Towanda Rebels, assim como Lucy Vives, filha do cantor colombiano Carlos Vives.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.