Meghan Markle reagiu à polémica alteração da lei do aborto - Roe v. Wade - através de declarações que fez a Gloria Steinem para a revista Vogue.

“Os homens precisam de elevar a sua voz neste momento e no futuro, porque estas são decisões que afetam relações, famílias e comunidades em larga escala”, notou a duquesa de Sussex.

“Podem até ser dirigidas às mulheres, mas as consequências afetam-nos a todos. O meu marido e eu falamos muito sobre isto nos últimos dias”, revela.

Na visão de Meghan é preciso acabar com o estigma em relação ao corpo humano.

“Sei o que é um aborto, já falei sobre isso publicamente. Quanto mais normalizarmos sobre as coisas que afetam as nossas vidas e os nossos corpos, mais as pessoas vão perceber o quão importante é existir essa proteção”, defende, recordando a sua própria experiência, uma vez que sofreu um aborto espontâneo em 2020.

“O que acontece com os nossos corpos é tão pessoal, o que pode levar ao silêncio e ao estigma, mesmo sabendo que muitos de nós tiveram crises de saúde”, completa.

Leia Também: Harry e Meghan Markle 'apanhados' em casa de Oprah Winfrey

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.