Como de costume, Maria Vieira usou a sua página de Facebook para partilhar com os seguidores uma situação mais insólita por que passou recentemente, precisamente por causa das opiniões que partilha nesta rede social.

“Acabo de ser convidada para fazer parte de uma produção televisiva (não revelarei, por motivos deontológicos, o canal para o qual essa produção se dirige) durante uma conversa de cerca de meia-hora, onde me deram a conhecer o conteúdo do projeto, as datas de gravação e o salário que iria auferir”, começa por explicar a atriz.

“Até aí tudo bem. Acontece que perto do final dessa conversa telefónica, a pessoa que me contactou sugeriu de maneira dissimulada e muito fofinha que entretanto seria aconselhável eu parar de publicar comentários políticos na minha página de Facebook pois os mesmos poderiam eventualmente prejudicar a minha imagem e de alguma forma embaraçar o próprio projeto para o qual me estava convidando”, relata.

“Após uma espantada pausa de alguns segundos, respondi o seguinte à referida pessoa: ‘Obrigada pelo seu simpático convite mas acontece que eu não estou interessada em fazer parte desse projeto, porque aquilo que eu coloco à venda há quase 40 anos é o meu trabalho, não é a minha dignidade, o meu caráter e a minha liberdade’. Também não perdi grande coisa: o projeto era fraquinho e o salário não era melhor”, completa.

Leia Também: José Carlos Malato critica telejornais da SIC e TVI

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.