A morte não apanhou desprevenida Maria Barroso, mulher do ex-Presidente Mário Soares, que se despediu deste mundo às 5h20 desta terça-feira.

“Sinto que estou quase a partir, que se aproxima o momento”, declarou a antiga primeira dama numa entrevista jornal i, em 15 de maio último, poucos dias depois de ter completado 90 anos.

Já em abril, Maria Barroso abordara o tema da sua morte perante uma plateia de notáveis que a homenagearam em Fafe.

Muito calma, Maria Barroso recordou nesse evento o dia em que o Papa Francisco lhe pegou nas mãos e a abençoou e sublinhou que isso lhe dava força acrescida “para deixar este mundo”, embora “com muitas saudades” da sua “querida família”.

“Partirei com a consciência de que posso ir e encontrar algum bom acolhimento no outro lado”, sublinhou esta mulher “de esquerda”, que se virou para Deus em 1989, quando o seu filho João Soares esteve à beira de morte na sequência de um acidente aéreo na Jamba, Angola.

Maria Barroso só não terá adivinhado, provavelmente, que iria falecer devido a uma estúpida queda doméstica.

Internada desde 26 de junho no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, não resistiu a um derrame intracraniano.

O seu corpo estará em câmara ardente, a partir das 18h00 de hoje, no Colégio Moderno e o funeral seguirá amanhã, quarta-feira, para o cemitério dos Prazeres depois de uma missa, às 10h00, na igreja do Campo Grande, em Lisboa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.