Luísa Castel-Branco comentou a saída de Ana Morina do 'Big Brother', deixando críticas à participação da concorrente no reality show.

"Qualquer pessoa que lida com artistas sabe que ninguém representa o papel 24 horas por dia, porque é impossível. Presumo que ela seja assim. Não gostei nem um bocadinho de como ela psicologicamente lidou com os mais fracos, que eram todos os que estavam lá dentro", afirmou, notando apenas algumas exceções.

"Ela devia lavar a boca muito bem e muitas vezes. Fartei-me de ter problemas por ser feminista, e toda a vida fui, antes do 25 de Abril. Aquela história da sororidade, por amor de Deus. Uma pessoa que vota noutra porque a outra votou em mim? É básica", justifica.

Entretanto, completa: "Nesta sociedade vivemos numa ditadura do politicamente correto e na ditadura das redes sociais. Temos todos a validade de iogurte e a validade da Ana Morina é a de um iogurte pequenino, depois acabou".

Leia Também: Ana Morina sobre críticas de Ana Garcia Martins: "Fiquei triste"

Leia Também: "Fui uma personagem. Jogar como Ana Morina não tinha piada nenhuma"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.