Foi em março deste ano que a atriz Lori Loughlin se viu envolvida numa enorme polémica ao ser indicada como um dos 40 anos nomes acusados de subornar instituições de ensino superior. Depois de ter sido detida e posteriormente libertada com o pagamento de uma fiança de um milhão de dólares (883 milhares de euros), a artista iniciou uma batalha judicial para provar a sua inocência.

Fontes do Entertainment Tonight revelaram que em sua defesa Lori argumentou que o dinheiro que ofereceu à universidade, em conjunto com o marido, Mossimo Giannulli, era uma doação.

"Eles acreditavam que o dinheiro era uma doação que iria reverter para benefício da universidade", explicou uma fonte próxima do casal. "Acreditam que o juiz vai perceber que eles não tinham más intenções", acrescentou.

De recordar que Lori e Mossimo foram acusados de participar no esquema de fraude em prol do percurso académico dos filhos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.