No décimo aniversário do reality show ‘Keeping Up With The Kardashian’, que deu a conhecer a vida do clã mais famoso da atualidade, Kris Jenner e as cinco filhas reuniram-se numa edição especial para relembrar os momentos mais marcantes da última década.

Durante o programa, conduzido por Ryan Seacrest, Kim Kardashian revelou pormenores de uma fase menos boa da sua relação: Quando pensou que tinha abortado.

A socialite começa por contar como foi o processo antes de ter engravidado: “Eu e a Khloé fomos a um médico obstetra e disseram-me que seria muito difícil para mim [engravidar]. Estava prestes a congelar os meus ovos quando engravidei”.

Lembro-me de ligar [a Kanye West] e ele pensou que alguém da minha família tinha morrido. Eu estava tão histérica. Eu pensei que a minha vida tinha acabado, que eu estava grávida e seria difícil para mim. Mas obviamente que foi o melhor que me aconteceu”, acrescenta.

Depois de contar como recebeu a notícia de que estaria à espera de North, Kim fala de um dos momentos mais difíceis da gestação, quando quase sofreu um aborto espontâneo. “Eu estava tão assustada, tinha tantas dores. A certo ponto eu pensei mesmo que estava a ter um aborto espontâneo - e eu estava bastante certa sobre isso”, conta.

A socialite, de 36 anos, revela que o primeiro diagnóstico dava a sua intuição como certa, mas numa segunda tentativa o médico anunciou que o bebé ainda tinha batimento cardíaco. “Ele disse ‘Há batimento cardíaco. Não houve um aborto espontâneo’”, conta.

“Foi um estado de graça tão emocional. E a Kourtney era a única pessoa que sabia disso. Ela e Kanye, porque na altura estávamos a viver juntos em Miami”, finaliza Kim.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.