Um novo processo movido contra Harvey Weinstein revela que, numa determinada altura, o produtor de cinema ter-se-á 'gabado' de que, alegadamente, teria tido um encontro sexual com Jennifer Lawrence, algo que a atriz já fez questão de negar.

O processo, iniciado por uma atriz cuja identidade não foi revelada, adianta que Harvey atraiu a suposta vítima para um local isolado para falar sobre a sua carreira e depois agrediu-a sexualmente.

No relato em questão, a atriz refere que Weinstein falou do seu caso com Lawrence para mostrar que poderia fazer o que quisesse com a carreira de uma pessoa

“Dormi com a Jennifer Lawrence e olha para onde ela está; ela acabou de ganhar um Óscar”, afirmou Harvey.

Perante tais alegações, a celebridade fez um comunicado sobre o assunto: “O meu coração está partido por todas as mulheres que foram vitimadas pelo Harvey Weinstein”, afirmou. “Nunca tive nada com ele para além de uma relação profissional. Isto é outro exemplo das táticas predatórias e mentiras que ele alimentou para atrair as mulheres", afirmou.

Por seu turno, um representante de Weinstein declarou igualmente que todas as alegações eram falsas e que apenas serviram para “chamar a atenção da imprensa”. Da mesma forma, lamenta o facto de Lawrence ter sido “arrastada” para esta história, com quem Harvey assegura que nunca passou dos limites.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.