O príncipe Harry e Meghan Markle querem renovar o período de afastamento da família real britânica que ficou conhecido como 'Megxit'. Este ano, no passado mês de março, os duques de Sussex deixaram de fazer parte do núcleo senior da realeza, o que significa que já não estavam obrigados a trabalhar em prol da mesma, pelo menos da forma como William e Kate Middleton o fazem, por exemplo.

De facto, e segundo o jornal The Sun, o casal deu-se tão bem com a experiência no primeiro ano que pretendem que a sua decisão se torne permanente.

A publicação informa que em janeiro, os dois vão ter uma reunião por videochamada com os membros do núcleo duro da realeza com o objetivo de fazer este pedido.

Os duques de Sussex querem continuar a investir nos seus próprios projetos solidários. Enquanto Meghan trabalha com causas de apoio à mulher, à educação e à defesa animal, Harry é presidente de uma ONG que busca a preservação da vida selvagem em África. Para além disso, está também ligado ao apoio aos veteranos.

Importa notar que este ano o casal assinou dois importantes contratos. O primeiro com a Netflix, no valor de 100 milhões de dólares e o segundo com o Spotify, que rendeu 30 milhões.

Leia Também: Harry e Meghan Markle criaram "as suas próprias tradições de Natal"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.