O Palácio de Buckingham disponibilizou a Meghan Markle os serviços dos seus colaboradores mais experientes enquanto "mentores" de forma a que a preparassem para a vida na realeza, antes do casamento com o príncipe Harry.

Estas são alegações que contrariam o que a ex-atriz afirmou na sua entrevista a Oprah Winfrey, onde referiu que não foi ajudada a integrar-se na realeza.

"Houve uma equipa brilhante de aias muito experientes e leais para a ajudarem. Infelizmente, ela e o Harry não estavam dispostos a ouvir ninguém. Essa é a verdade", afirmou uma fonte ao jornal britânico Daily Mai.

Segundo nota a publicação, a rainha Isabel II confiou ainda à duquesa de Sussex a sua conselheira de grande confiança, Samantha Cohen, para ajudar Meghan a preparar-se para o casamento e para a vida na realeza. Samantha ficou encarregue de ensinar tudo a Meghan, desde etiqueta real até ao protocolo diplomático no Palácio de Kensington.

"Ainda assim, a Meghan disse a Oprah Winfrey que embora a rainha tivesse uma personalidade 'maravilhosa' não recebeu nenhuma instrução de como se comportar enquanto membro da realeza", completa a mesma fonte.

Recorde-se que na entrevista, a mulher do príncipe Harry revelou que teve de aprender tudo sozinha, inclusive o hino nacional britânico.

"Ao contrário do que aparece nos filmes, não há aulas para nos ensinarem a falar, a cruzar as pernas, a ser membro da realeza. Não houve o treino que poderá existir para outros membros da família. Isso foi algo que não me foi oferecido", afirmou.

Leia Também: Amiga diz que emails provam que realeza sabia das lutas de Meghan Markle

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.