Dez ex-funcionários do programa de Ellen DeGeneres quebraram o silêncio sobre o martírio que viveram quando trabalhavam para o célebre formato de 'daytime' da NBC. Os testemunhos foram relatados ao BuzzFeed News e dados a conhecer numa reportagem publicada esta quinta-feira, dia 16.

Os antigos funcionários afirmam que a boa disposição e empatia características do programa, que ajuda muitas pessoas carenciadas, não coincidem com o ambiente de bastidores. Afirmam que é tudo "vista grossa".

Um dos testemunhos, dado por uma mulher negra, relata que foi esta vítima de racismo durante os 18 meses que trabalhou para o programa e recorda um comentário em particular, feito por um membro sénior da equipa. "Vocês tem ambas tranças no cabelo, espero que não vos vamos confundir".

Confrontados com as declarações, os produtores - Ed Glavin, Mary Connelly, e Andy Lassner - negam que haja ambiente tóxico e frisam que "se esforçam para que exista um ambiente aberto, seguro e inclusivo".

"Estamos de coração partido e lamentos que tenha havido uma única pessoa na nossa família da produção que tenha tido uma experiência negativa", lamentam.

Leia Também: Ellen DeGeneres despede-se de amigo de quatro patas em carinhosa mensagem

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.