Marta Cardoso esteve esta quarta-feira em direto nas redes sociais do novo 'Big Brother - A Revolução' para em conversa com Marta Neves revelar quais as suas expetativas para o formato - que regressa já este domingo, dia 13 de setembro.

Marta, comentadora oficial do reality show, revelou-se ansiosa e com "uma enorme expetativa e uma enorme responsabilidade" para com este 'Big Brother'.

"Sinto que para mim também tem de ser uma revolução, porque eu vou fechar o ciclo dos reality shows este ano", realçou a concorrente da primeira edição do 'Big Brother', reforçando assim a sua decisão de deixar de ser comentadora no final de 2020.

Mas quais as verdadeiras razões para que Marta Cardoso tenha tomado esta decisão?

"Ao longo destes 20 anos o próprio 'Big Brother' mudou, o tipo de concorrente mudou, o tipo de conversas mudou, acho que também já faz falta que comecem a surgir outras grandes figuras do 'Big Brother', tenham sido mais antigas ou de edições mais recentes. Figuras que consigam olhar para o 'Big Brother' de outra forma", começou por explicar.

"Eu adoro fazer isto, mas não quero estar aos 60 anos, aqui com 30 linhas de rugas na testa, ainda a comentar 'Big Brother'. Nessa altura já quero estar mais tranquila e mais descansada a ver outros fazer esse trabalho igual ou melhor do que eu. Portanto, acho que é uma altura ótima para fechar o ciclo mas ao mesmo tempo sinto que tem de ser bom, tem de ser em grande, tenho de fechar bem. Então, esta edição tem para mim este peso acrescido", completou a icónica Marta Cardoso, que há precisamente 20 anos, no dia 3 de setembro, começava a sua aventura como concorrente do 'Big Brother.

Leia Também: Marta Cardoso confirmada como comentadora do 'Big Brother'

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.