Lá diz o ditado que ‘depois da tempestade vem a bonança’ e o mesmo aplicou-se ao caso de Edson Celulari. Se bem se recorda, o ator brasileiro foi diagnosticado há alguns meses com um cancro no sistema linfático, doença que conseguiu superar com o apoio da família e amigos.

Numa entrevista ao programa ‘Fantástico’ do canal Globo, o ator emocionou-se ao recordar esta fase da sua vida: "A partir daquele momento, se perguntares se eu fiquei com medo, eu olhei: 'Será que chegou a minha hora?'. Tanta coisa para fazer, meu Deus! Pensei nos meus filhos, pois eles precisavam de mim", comentou o artista.

"Contei-lhes e eles ficaram abalados. Pensei qual era meu plano B. Disse: 'O papá vai ficar bem, daqui a pouco passa'. Eles não paravam de chorar. Foi um momento delicado, mas ali não podia fraquejar. Não era a minha hora. Ali tive a certeza, mas já tinha sentido isso. Quando vi a reação deles [filhos], disse que não podia [morrer]”, acrescenta.

Celulari também falou sobre os dias difíceis do tratamento e como enfrentou os efeitos secundários da quimioterapia. "Houve dias em que me vi ao espelho e vi a pele com outra cor, as olheiras, as sobrancelhas que caíam, cansaço, dor de cabeça, enjoo. Levantas-te e ficas tonto. Eu alimentava-me e sentia-me mal. Eu perdi o olfato, mas não perdi o paladar. Eu perdi o cabelo, mas não perdi a cabeça. Numa hora dessas, o cabelo tem muita pouca importância. A sua vaidade... Esse é um momento bom para aproveitar e aproveitar para refletir sobre os teus valores. Para te conheceres e voltares a ti mesmo", desabafou.

Já recuperado, Celulari prepara-se para integrar o elenco de uma nova novela.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.