Inês Herédia e Cláudia Borges estiveram esta sexta-feira à conversa com Júlia Pinheiro cujo tema principal foi a maternidade.

Cláudia foi mãe pela segunda vez há quatro meses e meio da pequena Carolina (a apresentadora já tinha Rodrigo, fruto do relacionamento com Samuel Fortuna) e Inês Herédia, dos gémeos Luís e Tomás, de dois meses e meio.

A companheira de Gabriela Sobral mostrou-se bastante encantada com esta fase. “Eles são muito queridos, estou tão apaixonada. São lindos, não consigo acreditar nisto ainda. É uma estupidez. Não há nada que te prepare para isto. Pareço uma tontinha, estou-me sempre a surpreender com eles. É incrível mesmo”, sublinhou a atriz.

Entretanto, a atriz falou sobre o período de adaptação: “Ouvires dois bebés a chorar ao mesmo tempo é um bocadinho assustador, mas acho que é esta coisa do instinto maternal é mesmo verdade. Para mim foi uma coisa automática”, sublinhou.

Na mesma conversa, a artista também partilhou a sua difícil experiência com a amamentação: “Fiz quatro mastites, duas rondas de antibióticos, mais uma e ia ter de ser operada e 40º graus de febre durante um mês. Eu a achar que aquilo era tudo normal porque não se fala muito disto. Nunca tinha ouvido falar da palavra mastite”, confessou.

“E duas mamãs é diferente ou é melhor?”, questionou Júlia Pinheiro. “Não sei como é que é o caso contrário. Eu não quero ser sugestiva, mas eu acho que é muito melhor. Ninguém ajuda ninguém, somos as duas mães”, respondeu, dando conta que a divisão de tarefas lá em casa é igualitária entre ela e Gabriela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.