Conceição Queiroz esteve no 'Dois às 10' esta sexta-feira, dia 17 de fevereiro, onde conversou com Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos sobre o seu percurso.

A jornalista lembrou, a dada altura, a recente experiência profissional que viveu na Somália.

"Tive armas apontadas à cabeça. Já me aconteceu várias vezes. Agora, na Somália, também tive. Acho que esqueço essa história do medo. Aquilo não me mina no momento. Quando viajei, não sabia se voltaria viva ou não", confessou a comunicadora.

"Na Somália, um polícia apanhou-me a filmar com o telemóvel, porque eu filmei tudo com o telemóvel. Ele agarrou-me no telemóvel e eu nunca larguei o telemóvel. Eu puxava o telemóvel e ele também puxava. Eu só pensava: 'se ele leva o telemóvel, acabou'. Ao mesmo tempo, pensava: 'eu não acredito que estou em guerra com um polícia na Somália, com duas ou três armas ali'", relatou ainda Conceição.

Ouça aqui o desabafo da jornalista.

Leia Também: Jornalista da TVI despede-se para seguir carreira noutro ramo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.