Diogo Piçarra viu o seu nome envolvido na recente polémica que dava conta de uma onde de críticas a Olavo Bilac pelo facto de este ter atuado num jantar do partido Chega e ter posado ao lado de André Ventura.

"Há coisas que o dinheiro simplesmente não compra, nem que estejas a passar dificuldades, e uma delas é a integridade", reagiu Diogo Piçarra ao tomar conhecimento do que havia acontecido.

Perante as críticas, não apenas as de Piçarra, o vocalista de Santos & Pecadores recorreu às suas redes sociais para pedir desculpa pelo facto de ter feito a atuação em questão, assumir que errou e explicar que não é apoiante do Chega.

Palavras que voltaram a merecer comentário por parte do interprete de 'Paraíso'. "Não me interpretes mal Olavo, podes apoiar ou seguir quem tu quiseres, não peças é desculpa por isso. É ainda mais falta de carácter", reforçou.

O comentário de Piçarra não passou despercebido e foi replicado na imprensa de uma forma que não agradou ao músico. Acusado de "atacar" Olavo Bilca, este resolveu colocar tudo em pratos limpos.

"Acho que quem nos conhece individualmente sabe que somos dois homens crescidos e bem resolvidos. E, se havia alguma coisa por resolver, já o foi feito em privado. E em segundo lugar, quem me conhece sabe que o meu problema não é Olavo, o meu problema é com quem se aproveita da bondade e carência de um artista, e por cima disso tudo ainda instrumentaliza a sua cor de pele para benefício próprio. A escolha de um é legítima e fruto do seu amor pela arte, a escolha do outro é simplesmente de natureza narcisista. Porque no fim, eu, o Olavo e muitos como nós, estamos aqui pela música, mais nada", esclareceu.

Leia Também: Olavo Bilac reage a polémica e nega apoiar o Chega: "Percebo que errei"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.