Carlos Cruz quebrou o silêncio e aceitou o convite de Júlia Pinheiro para uma conversa onde falou sobre os últimos anos da sua vida. A reveladora entrevista foi para o ar na tarde de quinta-feira, dia 6.

A prisão que não deixou "o mínimo trauma"

Carlos Cruz foi preso no dia 1 de fevereiro de 2003, depois de ver o seu nome envolvido no processo Casa Pia, no qual foi condenado a seis anos de prisão por abuso sexual de menores.

"Foi uma experiência muito enriquecedora sob o ponto de vista humano", garante o antigo apresentador referindo-se aos anos que passou na prisão.

"Nunca me senti preso, o que estava preso era o meu corpo, mas o meu espírito, o meu pensamento, as minhas emoções estavam todas cá fora", conta, explicando que este foi o segredo para que hoje não tenha "o mínimo trauma".

"A prisão é um sítio onde não se chora", acrescenta, dando conta de que esteve numa cela com quatro pessoas e que nunca correu qualquer risco.

"Nunca tive nenhuma relação com menores de qualquer sexo"

"Esperas ser ressarcido pelo Estado?", quis saber Júlia Pinheiro.

"Ser ressarcido pelo Estado é algo que não está em cima da mesa neste momento", garante.

"Não é isso que me move, o que me move é a verdade, só. A declaração oficial de que eu não fiz nada a ninguém, muito menos aquele tipo de crime", reforça, defendendo uma vez mais a sua inocência.

"Sou heterossexual, militante de base. Nunca tive nenhuma relação com menor nenhum de qualquer sexo, não faz o meu tipo", assegura.

A verdade sobre os problemas de saúde

"Comecei por ter um cancro na garganta, a seguir fui operado ao coração, meteram-me lá três bypasses, tive um cancro no fígado, fiz duas operações à coluna, fui operado a uma carótida, tive uma pneumonia aqui há dois anos... não tive COVID-19", revela Carlos Cruz, fazendo desta forma uma atualização, verdadeira, sobre o seu boletim clínico.

"Tive uma depressão cavada há dois anos. Uma coisa terrível, uma experiência que eu não desejo a ninguém", revela ainda.

Recuperado de todas estas maleitas, o comunicador garante: "Neste momento estou bem".

De que vive agora Carlos Cruz?

Questionado sobre a sua rotina, Carlos Cruz explicou ao pormenor como é atualmente a sua vida.

"Deito-me tarde, como sempre, vejo a CNN, muito, escrevo umas coisas para mim, leio umas coisas. Levanto-me tarde, como pouco, não tenho muita fome, depois quando é preciso sair saio... normalmente para ir ao médico", confessa.

"Sou feliz de ter uma vida tranquila, normal. Estou calmo, tenho grande amigos, uma excelente família", diz, assegurando que mais do que feliz se sente sereno.

Júlia Pinheiro quis ainda ver respondida uma das questões das quais mais se tem falado nos últimos anos: de que vive atualmente Carlos Cruz?

"Vivo da minha reforma", garante. "Seria uma boa reforma se não tivesse um terço dela penhorada por causa das dívidas da CCA - Carlos Cruz Audiovisual, Lda", completa.

Leia Também: Carlos Cruz: "As pessoas que me acusaram sabem que eu estou inocente"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.