Quase um mês depois do 'adeus' a Sean Connery, foram divulgados publicamente os relatórios da autópsia que dão conta de qual a causa da sua morte.

O eterno James Bond, que tinha atualmente 90 anos, morreu durante o sono, algo que, de acordo com a sua mulher, era um desejo seu.

"Pelo menos morreu durante o sono e foi tão tranquilo. Estive com ele o tempo todo e ele simplesmente foi. Era o que ele queria", disse Micheline Roquebrune.

Documentos obtidos agora pelo site TMZ confirmam a morte durante o sono e apontam como causas uma pneumonia e uma paragem cardiorrespiratória, aliadas à sua idade avançada.

Sir Sean Connery, recorde-se, era também doente cardíaco, sofria de fibrilação auricular -um ritmo cardíaco irregular que aumenta o risco de AVC.

Leia Também: Viúva de Sean Connery diz que o ator morreu "da forma que queria"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.