Asia Argento foi uma das vozes que liderou o movimento #MeToo - criado em outubro do ano passado após a avalanche de denúncias de assédio e abuso sexual em Hollywoood -, mas pode agora ver o reverso da medalha, segundo o The New York Times.

A publicação afirma ter documentos que comprovam que a atriz assediou um ator menor de idade e chegou a um acordo para que este não denunciasse a situação.

O caso terá acontecido há cinco anos, na Califórnia, quando o jovem tinha apenas 17 anos e a produtora 37.

O acordo foi realizado entre advogados de ambas as partes, para proteger a imagem de Asia, uma vez que o seu nome já está bastante vinculado à luta pela dignidade das mulheres na indústria do cinema.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.