Uma das medidas de prevenção contra o novo coronavírus é o impedimento dos pais acompanharem as respetivas companheiras na hora do parto, uma vez que não podem estar na mesma sala.

A modelo Ashley Graham manifestou-se contra esta medida nas redes sociais, à semelhança do que outras mulheres também já o fizeram.

"Então, agora, devido ao COVID-19, existem alguns hospitais na cidade de Nova Iorque que não permitem que as mães tenham a presença de outras pessoas importantes no quarto enquanto estão a dar à luz", começou por referir a manequim, mãe de um bebé de dois meses, fruto do casamento com Justin Ervin.

"Eu entendo que os hospitais precisam de proteger os funcionários, precisam de proteger os pacientes, as mães, as crianças e todos os outros, mas acredito realmente que as mães precisam de ter um sistema de apoio, mesmo que seja apenas um rosto em que conhecem e confiam", acrescentou.

Em Portugal esta mesma medida também foi tomada.

Leia Também: Grávidas assustadas com ida para hospital. Algumas ponderam parto em casa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.