A entrevista a Joana Marques no ‘Alta Definição’, da SIC, foi para o ar este sábado, 23 de outubro, e levou a humorista a falar sobre os projetos em que está inserida, como na rubrica ‘Extremamente Desagradável’, da Renascença.

Questionada sobre se às vezes pode ir “longe demais”, a comediante explicou que acha “que mede bem isso”.

Sinto é que às vezes o impacto que tem na pessoa é maior do que aquilo que eu esperava porque nós não sabemos. A pessoa vai no seu carro a ouvir a Renascença ou então nem sabia mas passado meia hora já os amigos lhe enviaram e não sei como é que o dia da pessoa está a ser, ou como é que está aquela fase da vida da pessoa e não sei que impacto é que isso vai ter. Claro que isso não te pode impedir de fazer, porque se não nenhum humorista podia trabalhar. Mas sou sensível a isso, para mim não me é indiferente. Acho normal a reação de ficar extremamente ofendido e de até me querer insultar porque ponho-me no lugar das pessoas”, acrescentou.

A humorista só deseja que as pessoas vejam a rubrica como “inofensiva, feita para rir”. “Hoje fui eu e amanhã será outro, e depois de amanhã será ela própria ridícula porque todos somos”, frisou.

Durante a entrevista, Daniel Oliveira perguntou ainda se recebe mensagens de ódio. “Tenho imensas, é o que tenho mais”, contou. “Já descobri que não há nenhum tema que não seja absolutamente inofensivo para toda a gente”, acrescentou.

A pandemia foi outro ponto de conversa com o apresentador da SIC, com Joana Marques a recordar que “ninguém a viu durante a pandemia”. “Ainda por cima estava grávida, para mim foi um cocktail de nervos horríveis. Só saía de casa para fazer as ecografias e depois voltava”, revelou.

“Uma espécie de teletrabalho intensivo. Acredito que todos os hipocondríacos tenham sofrido bastante com aquele arranque da pandemia, desinfetar compras de supermercado, passei por tudo isto e vibrei muito com o dia que marquei a vacina, para mim foi muito entusiasmante”, confessou.

Casada com Daniel Leitão desde 2014, com quem tem dois filhos em comum, a família também foi um dos temas. Joana Marques partilhou que continua a ver os filhos a dormir para se acalmar. Aliás, conta, tem uma “grande coleção de fotos dos filhos a dormir”. “Todas as noites antes de ir dormir vou lá vê-los e dá-me um quentinho”, disse.

Leia Também: Joana Marques: "Acho que ainda se pode dizer tudo"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.