Os últimos momentos que André Filipe passou na casa do 'Big Brother' marcarão para sempre a sua história. Após a experiência no reality show da TVI, o ex-concorrente acabou por ser internado na ala psiquiátrica de um hospital durante 20 dias, período que lembrou hoje, 1 de setembro, durante a conversa que teve com Manuel Luís Goucha.

"Foi um pesadelo autêntico. Fiquei stressado quando saí do 'Big Brother'. Fiquei no confessionário super tranquilo a falar, as pessoas estavam a fazer-me perguntas sobre a minha vida. Nem queria desistir. Queriam-me obrigar a dizer que desistia, mas eu não desisto de nada na minha vida", começa por relatar.

"Quando saí lá para fora não queria que ninguém me tocasse, queria espairecer sozinho, então vieram os seguranças atrás e eu comecei a correr de um lado para o outro, ninguém me conseguia parar, estava muito revoltado. Quando cheguei ao hospital estava agitado e estavam duas pessoas amarradas, nunca mais me esqueço. Como me lembro de pequenino ir à ala psiquiátrica e de ver a minha mãe estava ali tudo um turbilhão, estava tudo a mexer comigo. Foi um regressar total a essas cenas de infância", lamenta.

"Os médicos queriam-me dar medicação e eu disse que não. 'A mim ninguém me vai medicar, eu só preciso de descansar'. Começaram a insistir, começaram-me a rodear e como queria fugir pego na mesa e mandei contra a parede. Começo a correr pelo hospital, depois foi a polícia, seguranças e voltei para dentro. Acabei amarrado e levei com três injeções. Vou dizer que foi um episódio psicótico, mas não acredito nisso", termina.

Leia Também: André Filipe, ex-'Big Brother', assume namoro com Anuska (irmã de Iury)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.